passeipostei

literatura ou quase

Um poema de Arnaldo Antunes

with one comment

 

O tato

 

O olho enxerga o que deseja e o que não
Ouvido ouve o que deseja e o que não
O pinto duro pulsa forte como um coração
Trepar é o melhor remédio pra tesão
Um terço é muita penitência pra masturbação
A grávida não tem saudades da menstruação
Se não consegue fazer sexo vê televisão
Manteiga não se usa apenas pra passar no pão
Boceta não é cu mas ambos são palavrão
Gozo não significa ejaculação
O tato mais experiente é a palma da mão

O olho enxerga o que deseja e o que não
Ouvido ouve o que deseja e o que não
Depois de ejacular espera por outra ereção
O ânus precisa de mais lubrificação
Por mais que se reprima nunca seca a secreção
O corpo não é templo, casa nem prisão
Uns comem outros fodem uns cometem outros dão
Por graça por esporte ou tara por amor ou não
Velocidade se controla com respiração
O pau se aprofunda mais conforme a posição
O tato mais experiente é a palma da mão

 

 

Anúncios

Written by passeipostei

03/07/2011 às 21:28

Publicado em Poemas

Tagged with ,

Uma resposta

Subscribe to comments with RSS.

  1. UM POEMA ÁGIL, ATUAL, INTELIGENTE,DESPUDORADO, QUE SE CONTRAPÕE AOS PUDORES VERBAIS DA POESIA COM DICÇÃO ANTIGA DOS VATES PERNAMBUCANOS. O MULTIMÍDIA ARNALDO ANTUNES É MESMO O MAIOR BARATO. ADOREI SEU POEMA E QUERO LER OUTROS DE SUA LAVRA.

    Paulo Azevedo Chaves

    23/10/2011 at 13:59


Passou, gostou? Comente.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: